21/10/2015

A Bigas (a)prova #1


A Milaneza lançou recentemente a linha Natura, uma aposta inteligente na alimentação cuidada, seja por motivos de bem-estar ou de saúde, que inclui massas integrais (macarrão e esparguete), massas aptas para doentes celíacos (espirais e esparguete) e, ainda, massas que ajudam na redução do colesterol (hélices pró-vita).

Para esta receita, que dá início a uma rubrica de teste de produto, o esparguete sem glúten foi o eleito.


Convém dizer, antes de mais, que aqui em casa não sofremos de intolerância ao glúten, senão uma leve sensação de enfartamento e digestão demorada quando são consumidas doses maiores, especialmente ao jantar.

Assim sendo, aquilo que me propus a testar foram uma série de critérios como a confecção, o tempo de cozedura e, claro, o sabor final.

Idealizei um esparguete com creme de abóbora, presunto e parmesão, uma espécie de carbonara, mas sem natas. E – muito importante – convidei amigos, omitindo-lhes que iriam comer uma massa especial.




A receita é bastante simples (embora com alguns passos) e sendo um clássico na minha lista de pastas tornava-se mais fácil comparar e avaliar o resultado final face a versões anteriores.

O tempo de cozedura aconselhado pela marca é de 8 a 9 minutos, em água abundante e temperada com sal. Foi exactamente o que fiz, por 9 minutos. O resultado?
O esparguete ficou com uma textura ligeiramente mais dura que a versão 100% trigo duro, perfeita para quem gosta da massa al dente, que é exactamente como deve ser consumida.
Até aqui, tudo bem, mas... e o sabor

Sendo uma versão sem glúten poderia ser expectável que o travo se alterasse. Fiz, por isso, questão de provar dois ou três fios antes de a juntar ao creme de abóbora. 
Para quem, como eu, adora (devora) massas há uma pequena, quase imperceptível, alteração no sabor. 

Devo dizer-vos, no entanto, que dos meus convidados só recebi elogios sem que se tivessem apercebido de nada.
Quando lhes disse que tinham acabado de jantar um esparguete sem glúten, perguntaram-me duas coisas: se poderiam voltar a ser "cobaias" em futuros testes e onde o poderiam comprar. E esta é a melhor parte: está à venda em todo o lado.





Comer bem, muitas vezes, não implica abdicar do real sabor dos alimentos, senão de fazermos escolhas certas. 


INGREDIENTES
[4 pessoas]

350 g de esparguete Milaneza sem glúten
500 g de abóbora manteiga ou menina, partida em cubos
Raminhos de tomilho fresco q.b.
Azeite q.b.
1 cebola
12 fatias de presunto (preferencialmente finas)
Queijo parmesão ralado q.b.
Sal e pimenta preta q.b.

PREPARAÇÃO
  1. Pré-aquecemos o forno a 200º. 
  2. Descascamos a abóbora, limpamos as sementes e cortamos em cubos. Regamos com um fio de azeite, temperamos com sal e tomilho e assamos por cerca de 20 minutos.
  3. Entretanto, numa frigideira, refogamos a cebola num fio de azeite. Assim que estiver translúcida, acrescentamos duas ou três fatias de presunto previamente picadas e deixamos caramelizar em lume brando, sem pressa alguma, entre 10 a 15 minutos.
  4. À parte, cozemos a massa num tacho com água fervente, temperada com sal, entre 8 a 9 minutos.
  5. Quando a abóbora estiver assada, transferimos para um liquidificador (ou Bimby) e reduzimos a puré. Adicionamos um pouco de parmesão ralado e, se necessário, um pouco da água da cozedura do esparguete. Não convém que o creme de abóbora fique demasiado denso, nem muito líquido.
  6. De seguida, juntamos o puré de abóbora à cebola e presunto. Envolvemos bem e temperamos com pimenta preta moída na altura.
  7. Acrescentamos, por último, a massa e voltamos a envolver. O importante é obter uma pasta cremosa.
  8. Deitamos o preparado num prato ou taça de servir e acrescentamos o restante presunto, partido grosseiramente em pedaços com as mãos. 
  9. Polvilhamos novamente com parmesão e tomilho e servimos de imediato.


Muito obrigada à Milaneza, novo parceiro do blogue, pelo voto de confiança. :)


[O Sweet Bigas também está no Facebook e no Instagram]



6 comentários

  1. Respostas
    1. Lídia, mais do que aprovado! Experimenta e diz-me como correu ;)

      Eliminar
  2. Tenho de experimentar. Fiquei a babar! Parabéns Ana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fátima, recomendo muito que o faça.

      Muito obrigada pelo comentário. Esperamos vê-la por cá mais vezes ;)

      Eliminar
  3. Experimentámos hoje esta receita e ficou uma delícia! Todos adorámos! O Ju repetiu duas vezes. :) beijinhos e obrigada pela partilha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Lígia! Fico muito feliz. Já sei como posso agradar ao teu pequenote! :) Um grande beijinho

      Eliminar

© SWEET BIGAS. All rights reserved.